25 março 2015

Primeiras Impressões: A playlist de Hayden.

Olá, pessoal. A Novo Conceito me enviou nos últimos dias um livreto com os 8 primeiros capítulos de seu próximo lançamento: A playlist de Hayden, e estou aqui pra falar um pouco das minhas primeiras impressões.


SINOPSEDepois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.


Primeiro eu tenho que dizer que não costumo ler livros desse tipo (leio mais romance e fantasia), mas foi uma ótima escolha quando decidi dar uma chance a essa leitura, pois me surpreendi positivamente até aqui.


Hayden e Sam eram nerds e melhores amigos. Um dia, Sam vai logo cedo à casa do seu amigo para se desculpar por algo que aconteceu na noite anterior, mas ao chegar lá, Hayden estava morto. Ao lado da cama, estava um pendrive e um pedaço de papel onde estava escrito "Para Sam. Ouça. Você vai entender". Em meio aos sentimentos de raiva, mágoa e solidão, Sam tem que lidar com as lembranças, ao mesmo tempo que descobre coisas e pessoas que ele não sabia estarem presentes na vida  do amigo.


A cada página ansiamos por saber o que levou Hayden a tirar a própria vida, que sofrimento foi tão grande a ponto de fazê-lo tomar essa decisão. Cada capítulo se inicia com uma música da playlist deixada por ele, enquanto Sam as ouve, tentando decifrar o que aconteceu e o que aquelas músicas significam. Ainda no funeral de Hayden, Sam conhece Astrid, alguém que parece ter um papel muito importante na história.


Em um momento do livro, enquanto Sam jogava Mage Warfare, ele recebe uma mensagem no chat de alguém chamado Arquimago_Ged, mesmo nome que Hayden costumava usar no jogo, mas que agora, obviamente, não era ele. Essa pessoa misteriosa parece conhecer coisas da vida de Hayden que quase ninguém sabia, além das músicas da playlist e todo o sofrimento que ele passava nas mãos do seu próprio irmão e seus comparsas. É a partir daí que o livro ganha um suspense que eu não poderia ter imaginado e a história fica bem mais interessante.


Bullying e suicídio são temas muito delicados, mas que, infelizmente, fazem parte da nossa sociedade, são problemas reais e devemos aprender como lidar com eles e até mesmo como ajudar as pessoas que passam por isso. Esses temas foram trazidos de forma muito delicada nesse livro, nos deixando tranquilos pra realizar a leitura, principalmente com o passar dos capítulos. Os personagens são bem estruturados e a história bem descrita (a autora sabe tudo do universo nerd, minha gente, aprendi muita coisa, rs).

A playlist de Hayden é o livro de estréia da autora Michelle Falkoff e será lançado no dia 06 de abril. Estou ansiosa para ler o restante e acredito que você também irá gostar.

23 março 2015

Diário de viagem: Aracaju, Sergipe

Oi, gente. Como vocês estão? Eu viajei pra Aracaju no carnaval, mas só agora tive tempo de editar as fotos e postar pra vocês. Nós éramos 15 pessoas e ficamos em uma casa alugada, muito boa, por sinal. Nossa programação durante os 4 dias foi basicamente a mesma: praia durante o dia e a noite íamos ao shopping ou caminhar pela orla e comer alguma coisa. Fomos também ao oceanário e ao Mundo Maravilhoso da Criança pra levar a Isa e ela amou! Queria muito ter ido à Orla Pôr do Sol, mas não deu tempo dessa vez, fica pra próxima, já que gostei muito da cidade e pretendo voltar.

Essa e todas as fotos em que apareço foram tiradas pelo meu marido.


Nós moramos no interior da Bahia e, por isso, achamos melhor ir de carro. Ficar em casa alugada saiu bem mais em conta do que se fôssemos nos hospedar em hotel nesse período. Ficamos no Condomínio Atlantic Beach II e gostamos muito da localização. Qualquer dúvida sobre a cidade é só comentar que responderei se souber como. Espero que tenham gostado das fotos e até o proximo post!

11 fevereiro 2015

Fotografando: Chá das cinco.


No último sábado saí com uma amiga pra tirar algumas fotos. Tive um problema com a minha câmera e tivemos que usar apenas a dela, o que causou uma dificuldade, já que eu não sabia configurar a câmera dela e as fotos acabaram não ficando tão legais como eu gostaria. A ideia era fazer um cenário meio piquenique, meio chá das cinco. Apesar de todos os problemas (não foi só a câmera) até que gostei do resultado final. Não tive tempo de editar as fotos com calma, então vou postar só algumas e espero fazer uma sessão mais elaborada com a minha amiga em breve, já que a diversão dos bastidores é sempre a melhor parte das fotos.


Desculpem por fazer dois posts seguidos na mesma categoria, mas não quis esperar pra postar essas fotos mais adiante.

03 fevereiro 2015

Fotografando: Black mood!


Esse post não tem muita descrição. Eu estava tirando umas fotos esse fim de semana e reparei que tinha um pouco de preto em cada uma delas (na make, no esmalte, no livro). Estou procurando me arriscar mais com sombras ultimamente, já que minha make nos olhos sempre foi rímel/lápis e mais delineador/iluminador a noite, uma sombra discreta as vezes. Também estou buscando fazer mais auto-retratos. Percebi que mesmo com a câmera ao meu alcance diariamente, estou com poucas fotos decentes de mim mesma e isso precisa mudar.

O mês de fevereiro promete trazer muitas novidades e experiências positivas. Que assim seja! Aguardem coisas novas também em relação ao blog. Já que é meu último mês de férias. espero trazer conteúdos e novidades com mais frequência, enquanto as aulas/trabalho não voltam. Até mais!